Kyaku Kyadaff desenvolve oficina musical solidária em Luanda

Kyaku Kyadaff desenvolve oficina musical solidária em Luanda

o músico Kyaku Kyadaff afirmou, nesta Segunda-feira, em Luanda, que vai desenvolver, no próximo ano, um projecto solidário denominado “Oficina de Música com Kyaku Kyadaff” destinado a potenciar juventude com informações sobre o valor cultural e económico da arte musical. Kyaku Kyadaff, que falava à Angop, avançou que, com o apoio da Academia Bahia, o projecto apresentará, na prática, como ganhar dinheiro fazendo música, tendo como base a economia criativa ou empreendedora.

“O projecto, de cariz solidário, mostra, na prática, aos jovens fazedores da Cultura como ganhar dinheiro fazendo música. Quero apresentar aos jovens que quem bem faz as suas músicas e as suas composições consegue agradar o coração das pessoas e, por sua vez, obter lucros financeiros”, asseverou.

Para tal, apontou, é preciso, por exemplo, conhecer a Cultura nacional, em especial, dominar as línguas nacionais e falar com os mais velhos que sabem da nossa história multicultural. Recordou que os cantores africanos mais valorizados, ao nível internacional, são aqueles que se preocupam com a sua identidade cultural, o exemplo do cantor angolano Bonga e do congolês Lukuakanza.

Neste projecto, Kyaku Kyadaff disse que poderá contar com músicos de Moçambique e Cabo Verde, tendo avançado contactos com a cantora cabo-verdiana Lura. O projecto “Oficina de música com Kyaku Kyadaff” teve a sua implementação piloto, durante três meses, de Junho a Agosto deste ano, em Luanda, e contou com jovens com idades de 20 a 35 anos.

Kyaku Kyadaff, de 38 anos de idade e que se despertou para a música aos 30 anos, é natural do Zaire e tem no mercado os discos “ Se Hunguile”, “ Entre sete, sete rosas” e “ Igual ao prazer”. Dentre os prémios por si conquistados, destacam-se o Top dos Mais Queridos, em 2018 e o troféu de Melhor Artista Lusófono na V edição dos prémios African Music Magazine Awards e Music Festival.