Campo de produção de petróleo Platina entra em funcionamento em 2021

Campo de produção de petróleo Platina entra em funcionamento em 2021

O engenheiro de Reservatórios de Produção da ANPG, Feliciano Ingo, avançou que, o projecto exigiu vários estudos, desde a exploração, reservatório, produção e a sondagem. Neste momento, o campo Platina está na fase final de execução, há vários equipamentos submersos, linhas de produção a serem fabricados em estaleiros locais, a maior parte dos trabalhos estão a ser executados na empresa Sonamet, no município do Lobito, província de Benguela. “Tudo indica que a produção terá início, no quatro trimestre, do próximo ano. O projecto conta com uma execução na ordem de 40%.”, explicou

Segundo o engenheiro, o campo Platina vai produzir um plateau (produção máxima dos poços) de cerca de 17. 000 barris de petróleo/ dia durante 2 anos e meio. O projecto mostrou que é possível extrair da superfície acumulação com quatro poços (dois poços produtores, igual número de poços injectores de água), com uma produção de 44 milhões até 2032, com um investimento de USD18 por barril e o capital de manutenção de 6 barris por dia. Disse ainda que, todas as modificações estão em curso na plataforma para alocar toda a produção adicional do campo Platina.

Produção de petróleo em declínio Na sua introdução, a directora de produção da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), Ana Miala, referiu que de 2008 até ao momento, o país regista um declínio na produção. Actualmente, existem 15 concessões em produção, deste número, três encontram-se em terra (onshore) e 12 em águas (offshore), com uma produção de 1 milhão e 263, como média diária e com oscilação na ordem de 1 milhão e 200 a 1 milhão 290.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.