Literacia financeira entra nos currículos escolares em 2021

Literacia financeira entra nos currículos escolares em 2021

O técnico sénior de Educação Financeira, Osvaldo Lima, referiu foram realizados diversos inquéritos para aferir o nível de literacia financeira das populações, em diversos públicos-alvos que permitiu colher uma amostra significativa, de modo a traçar as metodologias usada no referido projecto.

Os manuais escolares vão conter informações financeira relacionada com a banca, Seguro, Administração Geral Tributária (AGT) e Mercados de Capitais. “Decorreu uma acção de formadores do Ministério da Educação (MED), no mês de Agosto, aonde foram capacitados para participar na implementação dos conteúdos no currículo escolar”, explicou.

Questionado sobre o retorno da Educação Financeira promovidas em feiras e eventos, Osvaldo Lima respondeu positivamente, lembrou que, durante algum tempo as instituições financeiras vinham desempenhando algumas acçoes, em prol da educação e a literacia financeira e se chegou a conclusão que era necessário arquitetar um programa de educação financeira a nível nacional, por via do Conselho Nacional de Estabilidade Financeira.

“O Ministério da Educação e o Ministério das Finanças estão a trabalhar em um projecto, que visa incluir conteúdos de Educação Financeira na perspectiva das três entidades reguladoras no currículo de base das instituições de ensino do 1º e o 2º ciclo”, esclareceu.

 

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.