Carta do leitor: Buracos no Nova Vida…

Carta do leitor: Buracos no Nova Vida…

Ilustre coorndenador do jornal OPAÍS, saudações e votos de óptima disposição nesta Segunda-feira… Apesar da Covid-19, as circunstâncias trouxeram-me à província de Luanda por razões laborais, pois sou da província do Cunene. Na minha zona, recebo pessoas de vários pontos do país, mas os de Luanda sempre falaram muito bem do Projecto Nova Vida. Sempre tive a curiosidade de conhecer, como é evidente, uma missão laboral trouxe-me à capital do país.

Depois das minhas actividades, falei com um colega, que no entanto levou-me até ao Projecto Nova Vida. Confesso que gostei das casas e da forma como cada morador fez as suas alterações. Mas, os buracos na estrada e a desorganização, no que concerne às construções à sua volta deixaram-me triste. Por que um espaço como o Nova Vida devia ter mais organização e a Administração tinha que ter mais actuação sobre os seus moradores. Fiquei com a sensação de que as vias vão continuar a degradar-se, porque não se faz manutenção, muito menos se leva a sério a obra nas vias.

Não é possível ter um espaço como aquele, apresentando falhas na arrumação de algumas casas e edifícios, isto tem estragado a forma de convivência. O capim e outros objectos contribuem para o fim do bem estar do Nova Vida, porque cada um na sua residência se sente rei. Não sei se o conceito de viver em harmonia é esse. O nível de arborização no Projecto Nova Vida também é quase que inexistente. Por isso, não é possível compararmos o Nova Vida com outros pontos, mas aqueles que o idealizaram já estiveram em paragens que os permitiria pensar melhor o projecto no papel e dar um ar que admirasse qualquer cidadão nacional ou estrangeiro, É demais!

POR: Beto Lhiapumba