EGTI vende terrenos em centralidades sob investigação do SIC

EGTI vende terrenos em centralidades sob investigação do SIC

O administrador para área técnica da EGTI, Kilson Gouveia, disse, em conferência de imprensa, numa das unidades hoteleiras de Benguela, que estão disponíveis 110 lotes de terrenos infra-estruturados nas três centralidades, sendo 20 na do Lobito, 70 no Luhongo (Catumbela) e 20 na Baía-Farta.

De acordo com o responsável, pôr-se-ão à disposição da classe empresarial e demais interessados lotes destinados à implantação de serviços, comércio, escola, saúde que muita falta fazem às centralidades de Benguela que, juntas, somam mais de 6 mil fogos habitacionais.

A ideia, segundo Kilson Gouveia, é a de transformar de facto as centralidades em cidades sustentáveis, uma vez que estas já estão parcialmente habitadas, por isso, torna-se imperioso a instalação de serviços essenciais para os moradores.

POR: Constantino Eduardo, em Benguela

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.