Huawei e o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação promovem cimeira para cultivo de Talentos e Inovação

Huawei e o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação promovem cimeira para cultivo de Talentos e Inovação

A Huawei e o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação realizaram sexta-feira, 27, conjuntamente o Talent and Technology Innovation Summit 2020. O evento visa promover uma maior importância e participação no desenvolvimento de talentos e transmitir o investimento e a estratégia da Huawei na criação de talentos.

A Conferência contou com a Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Dra. Maria do Rosário Bragança, o Secretário de Estado das Comunicações, Tecnologias de Informação e Comunicações Sociais, Eng. Mário Oliveira, e o Secretário de Estado da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social Dr. António Francisco Afonso, O Vice Presidente Global da Huawei Technologies Co., Ltd — Sr. Hou Tao e o CEO da Huawei Angola – Sr. Edric Chu (Chu Xiaoxin), compareceram e fizeram discursos. Um total de 130 pessoas de ministérios, universidades, operadoras e empresas relacionadas, professores e alunos foram convidados para o evento.

Durante a sua apresentação a Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança, fez saber que “esta é uma das principais atividades desde a assinatura do MOU com a Huawei”. “Confiamos na Huawei para fornecer as capacidades e o apoio necessários para o desenvolvimento de talentos em Angola. Até 2022, treinaremos mais de 40 PhDs para apoiar o desenvolvimento de empresas de alta tecnologia como a Huawei”, reforçou a governante.

Por sua vez, o Secretário de estado das Telecomunicações, Tecnologia da Informação, Mário Oliveira adiantou que “o desenvolvimento de talentos é fundamental para o desenvolvimento de nações e países”. “A Huawei é um parceiro com o qual podemos contar. A Huawei está sempre pronta para nos ajudar e nos surpreender em termos de tecnologias de ponta e actividades sociais responsáveis. No evento Sementes para o Futuro 2020, também vi o compromisso da Huawei com o desenvolvimento e determinação de talentos”, exemplificou o responsável.

Na mesma senda, o Secretário de Estado da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, António Francisco Afonso, frisou que o desenvolvimento de talentos requer a colaboração de várias partes, razão pela qual trabalhamos em estreita colaboração com a Huawei. “A Huawei é a empresa de TIC mais importante em Angola e tem feito um excelente trabalho na descoberta e construção de um melhor ecossistema para talentos em Angola. Continuaremos a trabalhar com a Huawei para fornecer treinamento para mais talentos angolanos com base em várias academias de ICT da Huawei, como o CINFOTIC”, revelou o dirigente.

Já o Vice Presidente Global da Huawei Technologies Co. Ltd, Sr. Hou Tao vincou que o talento é a força motriz do desenvolvimento das TIC, por isso, nos últimos 30 anos, a Huawei tem feito muitos esforços no desenvolvimento de talentos em TIC, desenvolveu padrões globais de certificação de talentos em TIC, implementou o programa Seeds for the Future e construiu uma plataforma e um ecossistema de desenvolvimento de talentos em TIC. “Embora o ambiente externo em 2020 esteja mudando e desafiando, ainda alcançamos um crescimento de 9,9% do primeiro ao terceiro trimestre. Gostaria de agradecer aos clientes angolanos o apoio prestado. Espero que esta atividade ajude a promover o cultivo de talentos e a inovação em Angola”, observou.

O CEO da Huawei Angola – Sr. Edric Chu (Chu Xiaoxin) assumiu que a Huawei Angola está comprometida em servir os clientes, aumentar o investimento local e criar valor para a sociedade. “Acreditamos que o desenvolvimento de talentos é fundamental. Por iniciativa da TECH4ALL, iremos fortalecer a cooperação com universidades locais em áreas como a Huawei ICT Certification, Huawei ICT Academy, Huawei ICT Competition e Huawei ICT Job Fair para acelerar o desenvolvimento de talentos TIC e inovação tecnológica em Angola”, conclui o líder da companhia em Angola.