Associação de pessoas com deficiência clama por maior inclusão social

Associação de pessoas com deficiência clama por maior inclusão social

Pedro Matos, que falava no âmbito da celebração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, assinalado ontem, explicou que para além da falta de materiais de ensino, há ainda dificuldades de encontrar no mercado angolano cadeiras de rodas e canadianas. Para agudizar a situação, as poucas que aparecem são comercializadas em farmácias a preços muito altos, o que torna quase impossível para a maioria dos associados da FAPED, devido às suas limitações financeiras.

“Nós pretendemos que não se fale apenas no dia 3 de Dezembro da nossa associação, mas todos os dias, tendo em conta que a situação é preocupante”, frisou. Quanto à situação de emprego, Pedro Matos denúncia a existência de discriminação por parte das entidades que até então promoviam concursos públicos de admissão na função pública.

“A pessoa com deficiência pode concorrer com boas notas e reunir os requisitos exigidos, mas no momento da contratação a primeira coisa que é tida em conta é a deficiência”, disse.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.