Governo espera retorno do investimento com a venda de terrenos infra-estruturados em centralidades

Governo espera retorno do investimento com a venda de terrenos infra-estruturados em centralidades

O ministro das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares de Almeida, esclareceu, em Benguela, no acto de lançamento da comercialização de terrenos infraestruturados em centralidades da província, que os desafi os do desenvolvimento urbano exigem recursos não compatíveis com a capacidade das fi nanças públicas no actual contexto, daí tornar-se necessário conceber modelos inovadores para os quais os empresários são chamados a participar.

O governante lembra que, ao longo dos anos, o Executivo tem construído centralidades em diversas províncias do país, sendo que, no perímetro destas, existem terrenos infra-estruturados para os empresários adquirirem, a fi m de garantir o desenvolvimento de tais territórios e o retorno dos investimentos feitos pelo Governo, na base de arrecadação para os cofres do Estado.

Dirigindo-se a empresários, numa das unidades hoteleiras onde decorreu o acto de lançamento de comercialização de terrenos infra-estruturados na província, o governante afi rmou que o desenvolvimento urbano constitui um objectivo estratégico que refl ecte as preocupações de redução de desequilíbrio territorial à escala nacional, sendo, por isso, necessário fortalecer as funções urbanas de capitais de províncias, em especial as de maior debilidade na envolvente das cidades.

Nesta perspectiva, refere Manuel Tavares de Almeida, os terrenos infra-estruturados representam a estratégia do Executivo na criação de oportunidades, de maneira a que os cidadãos possam contribuir na melhoria do ambiente de negócio, gerando mais emprego e, por conseguinte, reduzir o nível de pobreza.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.