Nação Verde pretende instalar 100 ecopontos em Luanda

Nação Verde pretende instalar 100 ecopontos em Luanda

Actualmente a associação conta apenas com sete ecopontos nos distritos do Kilamba Kiaxi, Maianga e Golf 2, onde foram empregados 14 catadores de lixo. Entretanto a equipa necessita de 12 milhões e 200 mil Kwanzas para se materializar o objectivo de atingir 100 ecopontos, até Abril do próximo ano

O coordenador da associação Nação Verde, Nuno Cruz, explicou que a sua equipa cria ecopontos a partir do reaproveitamento de tambores de óleo industrial e transforma em depósito de inorgânicos (latas, garrafas de plásticos e papelão), com o objectivo de incentivar a separação de resíduos a partir de casa. Com a criação de mais ecopontos, Nuno Cruz pretende criar mais 200 postos de trabalho, tendo em conta que os catadores (jovens que se dedicam na recolha de resíduos em contentores de lixo, nomeadamente latas, garrafas de plástico e papelão, sem as mínimas condições de biossegurança) comercializam os resíduos. Um quilograma de lata custa 220 Kwanzas, a mesma quantidade de plásticos é vendida entre 100 a 170 Kwanzas e de papelão varia de 80 a 90 Kwanzas.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.