Subida de preços: crise bane excessos de Natal no seio de famílias benguelenses

Subida de preços: crise bane excessos de Natal no seio de famílias benguelenses

Preços nunca imaginados, produtos alimentares elementares escassos ou pouco diversificados, salários cada vez mais insuficientes e economias familiares que obrigam a raspar o fundo do tacho. Como será o Natal este ano na província de Benguela? Dois especialistas em áreas inerentes fizeram as suas análises e deixaram conselhos às famílias benguelenses, para que possam ter uma quadra natalícia bem racionalizada, em que o comer chegue para todos e não se recorra a endividamentos desnecessários

O economista Janísio Salomão defende que, “com o passar dos anos, a população começa a ter maior conscientização relativamente aos gastos com a quadra festiva”, devido à crise económica nacional e Benguela não é excepção. A redução do poder de compra das famílias é dado adquirido e, “será muito distinta das demais” esta época festiva que se avizinha. “A situação torna-se preocupante, precária, para famílias que possuem parcos rendimentos”, realçou. Referindo-se à camada da população que vive com recursos financeiros diminutos, que representam uma grande parcela demográfica, declarou que “o angolano hoje em dia está a comer para sobreviver, e não para alimentar- se correctamente.” “A esse preço?! Não compro mais…”

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.