Executivo quer cidadãos na defesa dos direitos humanos

Executivo quer cidadãos na defesa dos direitos humanos

Para o Governo, o envolvimento das organizações da sociedade civil no processo de educação cívica dos cidadãos em matéria de defesa e promoção dos direitos humanos deve ser um exercício permanente para a construção de um país justo para todos

A secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste, defendeu ontem, em Luanda, a necessidade de os cidadãos participarem do processo de promoção e defesa dos direitos civis, políticos, económicos e sociais, sobretudo a favor do segmento de grupos mais vulnerais, dos quais se destacam as mulheres, crianças, idosos, pessoas com deficiência e migrantes. Ana Celeste, que falava à imprensa à margem do seminário sobre capacitação de comités locais de direitos humanos, apontou a necessidade do respeito aos direitos humanos como sendo base e pilar fundamental para uma sociedade assente nos valores da justiça social e no bemestar dos seus cidadãos.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.