China protesta contra novas sanções dos EUA

China protesta contra novas sanções dos EUA

Anteontem (8), o Departamento do Tesouro dos EUA incluiu quatro navios de carga e seis empresas da China na lista de sanções por, supostamente, participarem no transporte de carvão da Coreia do Norte. “Somos contrários a que qualquer país, com base nas suas leis internas, recorram a sanções unilaterais e jurisdição extra-territorial sobre entidades e indivíduos chineses”, disse o porta-voz do ministério, Zhao Lijian.

Segundo o diplomata, a China continuará a tomar as medidas necessárias para defender os interesses e direitos legítimos de empresas e indivíduos chineses. As seis entidades incluídas na lista de sanções são Weihai Huijiang Trade Ltd, Always Smooth Ltd, Good Siblings Ltd, Korea Daizin Trading Corporation, Silver Bridge Shipping Co-HKG e Thinh Cuong Co Ltd, enquanto as quatro embarcações são Calm Bridge, Asia Bridge, Lucky Star e Star 18.

As sanções dos Estados Unidos contra o carvão da Coreia do Norte datam de 2017, quando Washington começou a visar indivíduos e entidades responsáveis por financiar e apoiar os programas de armas nucleares e mísseis balísticos de Pyongyang.