Carta do leitor // Largo das Heiroínas às escuras

Carta do leitor // Largo das Heiroínas às escuras

Ilustre coordenador do jornal O PAÍS,

obrigado pela oportunidade que me concede nesta edição de Sexta-feira… Falar da escuridão na cidade de Luanda está demais, por ser leitor do vosso Jornal, junto-me aos que bateram nesta tecla há dias.

O Largo das Heiroínas, um Monumento Histórico, localizado em Luanda, está às escuras faz tempo. Não sei quais são as razões do apagão naquela zona que, por sinal, é muito frequentada por cidadãos nacionais e estrangeiros. Não sei o que se passa, mas as autoridades que lidam directamente com a iluminação pública em Luanda e arredores estão a falhar. Não se admite ver artérias da cidade e bairros sem iluminação e não se justifica.

Ainda assim querem que a Polícia Nacional faça devidamente o seu trabalho? Não é possível, por isso a responsabilidade deve ser partilhada entre os demais órgãos que constituem o todo. A escuridão em Luanda está demais. Aliás, o Largo das Heroínas perdeu a sua alma, porque o jardim e outros objectos que o compõem estão em avançado estado de degradação. Esepro que as autoridades cumpram o seu papel, pois não é exigir muito daqueles que nos governam!

Bamba Adão, Maianga, Luanda