Editorial // Bem haja!

Editorial // Bem haja!

Era ponto assente que pouco iria mudar quando o Executivo actualizasse a situação de Calamidade como aconteceu ontem. A oscilação no número de casos, que se fixava em dois dígitos, mas ontem voltou a atingir os três, é razão suficiente para que se avance com ponderação sobre o retorno a uma vida normal.

Nesta fase de quadra festiva, em que aumenta consideravelmente a circulação de pessoas e bens, assim como a procura dos bens essenciais, impunha-se medidas que atendessem este desiderato. Por isso, além do aumento de horas de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, restaurantes e outros sectores, o Executivo foi mais longe ao atribuir gratuitamente os testes para os camionistas e seus ajudantes que trazem alimentos e outros bens de primeira necessidade.

Verdadeiros heróis, reconhecidos durante a homenagem efectuada pelo Presidente da República, João Lourenço, há pouco tempo, não poderiam receber uma ‘prenda’ melhor do que esta, nesta fase ainda conturbada. Bem haja!