GRECIMA PRECISAVA ENTRE USD 90 A 100 MILHÕES POR ANO

GRECIMA PRECISAVA ENTRE USD 90 A 100 MILHÕES POR ANO

Segundo a Angop, o réu, indiciado pelos crimes de peculato, branqueamento de capitais e violação das normas de execução orçamental, relativo ao período de 2016 a 2017, referiu que tomou esta decisão de livre vontade, para fazer face as dificuldades financeiras que o GRECIMA enfrentava, devido à crise económica e financeira, vigente na época dos factos.

O GRECIMA, explicou, era um órgão cujo regulamento deveria ser dotado de autonomia financeira e administrativa, o que na prática nunca ocorreu.

Na ocasião, afirmou que o órgão chegou a ficar cerca de quatro meses sem receber qualquer dotação financeira do Ministério das Finanças. Gestão das questões correntes Questionado pelo Tribunal sobre a forma como era feita a gestão das questões correntes do Grecima, informou que a mesma era feita pela Semba Comunicação, com qual este órgão tinha rubricado um contrato de prestação de serviços.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.