Carta do leitor: O contributo tocoista

Carta do leitor: O contributo tocoista

Tudo partiu de um pequeno  gesto, mas hoje os benefícios são tão visíveis para os que vivem no Golf 2 e os que circulam pela Avenida Pedro de Castro Van-Dúnem ‘Loy’. De uma zona quase desértica, em que não se via qualquer árvore, a Igreja Tocoista, com os seus fiéis e outras pessoas interessadas, deram um novo ar ao arborizarem uma zona defronte às suas instalações.

Pode não ser um jardim que inveje todos que por aí passa, até porque o local em que estão as árvores é perigosa devido ao asfalto existente, mas, ainda assim, são várias as pessoas que olham para aquele oásis com uma deferência. Muitas vezes, até mesmo as administrações municipais de alguns municípios não conseguiram sequer arborizar uns pequenos metros, não obstante os programas ambientais que vão sendo lançados, mas do gesto dos tocoistas e talvez de outros anónimos se conseguiu criar um espaço verdadeiramente verde.

Hoje, as árvores continuam em pé. O que se espera agora é que se faça tudo para que elas se mantenham vivas, regando as que ainda precisam de cuidados especiais e podando as que necessitam para que se melhore cada dia mais a imagem daquela zona. Além de alimentar os fiéis com esperança, pregando o amor, as igrejas em Angola devem dar outros passos para a melhoria do nível de vida dos seus habitantes, entre os quais alguns dos seus membros. Infelizmente, existem algumas que têm como único foco o bolso dos seguidores.

POR: Monteiro Paiva