Tribunal Supremo cria comissão para tentar pôr fim à greve

Tribunal Supremo cria comissão para tentar pôr fim à greve

Os membros da referida comissão, liderada pelo juiz conselheiro Domingos da Costa Mesquita, reuniram no dia 16, um dia antes da suspensão total dos trabalhos por parte dos funcionários, para analisarem as preocupações manifestadas pela comissão sindical no caderno reivindicativo, datado de 24 de Novembro e na declaração de greve de 14 de Dezembro.

Mas, antes deste caderno, a Comissão Sindical dos Funcionários do TS, encabeçada por Domingos Feca, já havia enviado um primeiro caderno reivindicativo em 2017, não tendo surtido efeito, uma vez que a entidade empregadora continua a não cumprir as exigências dos trabalhadores. Os funcionários defendem que urge a necessidade de se equiparar a sua remuneração com a dos seus colegas que trabalham nos demais Tribunais Superiores, sanando assim consequentes injustiças remuneratórias que grassam há mais de cinco anos.

A greve abrangeu todos os funcionários e trabalhadores, nas suas respectivas áreas, nomeadamente operários qualificados, motoristas, agentes administrativos, oficiais administrativos, oficiais de justiça e assessores, secretária-geral, transporte, património, contabilidade, gabinete de juízes conselheiros e assessoria, entre outros.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.