Editorial // Ninguém fica de fora

Editorial // Ninguém fica de fora

H á pouco tempo o Palácio da Cidade Alta recebeu a homenagem dos profissionais que desde o primeiro momento da crise desencadeada pela Covid 19 integraram aquilo que se consagrou como sendo a linha da frente. O grupo era vasto. Incluía entre médicos, enfermeiros, técnicos de laboratórios, pilotos, polícias, militares e camionistas. Muitos deles são os que não mediam esforços para que uma maioria pudesse ter acesso a medicamento, segurança e outros bens essenciais para que a pandemia não causasse ainda mais estragos do que aqueles que são visíveis. Ontem foi a vez dos produtores de bens essenciais serem reconhecidos. São aqueles que nestes quase 10 meses de economia flutuante conseguiram fazer chegar aos angolanos bens alimentares e outros produtos reduzidos pela febre da importação. Como salientou o Presidente João Lourenço, ‘está homenagem é também uma oportunidade para, uma vez mais, destacarmos o papel crucial dos empresários no processo de diversificação da nossa economia, sobretudo para a redução da forte dependência que ainda temos do sector petrolífero’.