Médica do Hospital Militar morta à facada

Médica do Hospital Militar morta à facada

Segundo informações que chegaram ao nosso Jornal, a médica terá sido surpreendida pelos meliantes, depois de lhes ter aberto a porta de casa, com alegações de pedido de ajuda. Foi esfaqueada na região do abdómem e o sangue ficou coagulado, o que contribuiu para a morte no local.

Os meliantes bateram a sua porta com o pretexto de pedido de contribuição para o Natal, ela a abriu e foi surpreendida com golpes de faca. Associa-se ao acto, o facto de a vítima ter levantado dinheiro num banco, o que aventa a possibilidade de ter sido seguida.

Ângela de Castro Paiva Valente era médica interna do Hospital Militar, dedicou toda a sua vida a cuidar dos seus doentes, da sua família e da sua religião.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.