Desalojados da ‘grua do Prenda’ recebem as casas

Desalojados da ‘grua do Prenda’ recebem as casas

A grua que foi removida em Maio do corrente ano, teve a “marca indelével” do governador Sérgio Luther Rescova (que morreu no mesmo ano, vítima de doença) e obrigou pelo menos 10 famílias a abandonarem as suas residências, muitas delas terão sido destruídas para facilitar a remoção. A partir do mês de Maio, era suposto as obras de reabilitação e reconstrução das casas afectadas durarem três meses, mas, por conta da Covid-19, a operação arrastou-se.

Para quem já esperou 40 anos e viveu todo este tempo sob o perigo eminente que representava a grua, mais seis meses não faz muita diferença. Foram montados dois guindastes que suportaram a desmontagem do objecto, o que contribuiu para a destruição das 10 casas que agora serão entregues. As famílias, na altura, tinham sido retiradas do local e receberam um valor para arrendar uma casa nas proximidades, até que concluíssem os trabalhos.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.