Cidadão furta Kz 2 milhões no serviço e deposita na conta da namorada

Cidadão furta Kz 2 milhões no serviço e deposita na conta da namorada

O esquema orquestrado pelo jovem que trabalhava como relações públicas incluía a simulação de um furto dos valores acima mencionados, por marginais inexistentes, segundo o Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Tudo começou quando a direcção da empresa, cujo nome foi omitido, confiou à COJP a missão de ir levantar a soma monetária acima mencionada para depositar noutra conta bancária titulada pela mesma empresa.

Simulou ter sido alvo de um roubo e, para sustentar a farsa, apresentou uma queixa-crime no piquete da 23.ª Esquadra da Polícia Nacional, no Morro Bento, por volta das 15horas. Aos investigadores em serviço terá denunciado que, por volta das 13H00, quando se fazia transportar de uma motorizada da marca Agir H, cor preta s/ matrícula, em direcção a uma dependência do banco BCI, sito num shopping, foi alvo de um crime de roubo qualificado do aludido montante e de um telemóvel da marca Welwitchia.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.