Hernany Pena Luís: “Os bancos têm o argumento de que a economia real tem muitos riscos”

Hernany Pena Luís: “Os bancos têm o argumento de que a economia real tem muitos riscos”

Relatório faz balanço positivo do PRODESI, fruto do aumento do acesso ao crédito. Que sinais podemos sentir como resultado desse balanço?

A grande nota que devemos tirar aqui é que, finalmente, o PRODESI começa a caminhar. Dados indicam que, em 2019, apenas houve disponibilidade de crédito na ordem de 20 mil milhões de Kwanzas e, comparado com o ano de 2020, a diferença foi substancial, porque foram disponibilizados 476 mil milhões de Kwanzas. Em termos de projectos aprovados, no ano passado, foram 15 e este ano foram mais de 600 projectos.

O BNA definiu o dia 30 de Abril de 2021 como data limite para os bancos comerciais se conformarem ao aviso 20/2020, de 3 de Abril, que os obriga a emprestar 2,5% dos seus activos para apoiar a diversificação da economia. Acredita que os bancos vão cumprir, sendo que o aviso anterior não foi cumprido?

A ver vamos. É mais uma linha de força que o banco central tem para convencer os bancários a abraçarem a economia real, num momento muito crucial da nossa economia. Hoje a diversificação da economia é um imperativo de sobrevivência nacional. A nossa principal matéria de exportação, infelizmente, dado os últimos eventos internacionais, vai perdendo espaço e a solução passa pela diversificação. Os bancos têm o argumento de que a economia real tem muitos riscos e é verdade.

Mas a verdade também é que a manutenção e estabilidade macro-económica que se pretende vai passar por um sector produtivo mais robusto que passa pelo apoio financeiro. Para forçar os bancos comerciais a concederem crédito à economia, o BNA introduziu uma série de mecanismos monetários, como a taxa de custódia, por forma a forçar os bancos a não terem muita liquidez reserva junto do banco central. É importante que os bancos se aliem a essa visão da dinamização da economia real, porque a sobrevivência de alguns bancos vai passar também por uma economia mais diversificada.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.