Toda a esperança depositada na vacina

Toda a esperança depositada na vacina

Num ano em que não se falou de muita coisa, senão da Covid-19, dado o estrago que causou (e continua a causar) à humanidade, economia, no modo como nos relacionamos, bem como na forma de ver a ciência e, principalmente, a medicina, toda a esperança está a ser “desesperadamente” depositada na vacina. O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA) concorda que “a vacina é uma esperança” e lamenta a morte de mais de 10 médicos

Romão Brandão

Choramos, perdemos um ente querido, perdemos as forças, atingimos a frustração e, como se não bastasse, o medo de ser contaminado tomou conta de nós, e superar o facto de termos de estar isolados para não facilitar a propagação do vírus testou a nossa capacidade de relação interpessoal. O ano de 2020, certamente, ficará na história, negativamente, mas muitos acreditam que existe uma luz no fundo do túnel neste ano de 2021.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.