o editorial: Estradas

o editorial: Estradas

Não se trata dos tradicionais problemas de saúde pública. Ainda assim, todos os dias, as consequências causadas pela sinistralidade exigem de todos uma posição que vá de encontro com os números que nos são apresentados. Nesta altura do ano é frequente serem apresentados os relatórios sobre o que ocorre num determinado período.

No Moxico, por exemplo, pelo menos 40 pessoas morreram em consequência de 500 acidentes rodoviários, ocorridosdeJaneiroaDezembrode2020, mais 10 em relação a 2019. Por mais que se discorde, trata-se de uma cifra que exige de cada um de nós uma reflexão. Os dados são referentes à estatística da Polícia Nacional, que registou 189 sinistros, envolvendo, maioritariamente, cidadãos com idades entre 17 e 56 anos.