Idosa morta por negar a venda de ‘caporroto’

Idosa morta por negar a venda de ‘caporroto’

Um jovem de 19 anos de idade foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), no município de Cangandala, bairro Cassuco, acusado de violação concorrida com homicídio voluntário praticado com recurso a objectos contundentes, como catana, pá e pau.

Rezam os factos que o acusado encontrou a idosa na sua lavra a consumir bebida caseira, vulgarmente conhecida também como ‘água do chefe’. Este fez-se passar por cliente e solicitou à idosa que lho vendesse .

Houve resistência por parte da velha em comercializar o produto ao jovem de 19 anos, também porque não tinha dinheiro, situação que fez com que o cidadão se insurgisse contra a vítima. Agrediu a senhora com pá, pau e catana, causando-lhe ferimentos nas regiões torácica e craniana e, como se não bastasse, despiu-a e realizou o coito.

O cidadão foi denunciado e as forças da ordem desencadearam uma acção investigativa que culminou na localização e detenção do presumível autor do crime.