Cidadão da Guiné Conacri detido com 123 pedras de diamantes

Cidadão da Guiné Conacri detido com 123 pedras de diamantes

Um cidadão da Guiné Conacri, de 49 anos de idade, foi detido ontem, Domingo, 10, pela Polícia Nacional, por suposto crime de exploração e tráfico ilegal de diamantes no município de Lucapa, província da Lunda- Norte.

Em posse do cidadão oeste africano, que pretendia sair da província, disfarçadamente, a bordo de uma viatura Mitsubishi Canter, com destino a Luanda, estavam 123 pedras preciosas, que pretendia comercializar na cidade capital.

“O presumível autor do crime, que se fazia passar por condutor, foi detido na fronteira do Luó, fruto de algumas investigações freitas pelas forças policiais no local”, referiu.

O inspector-chefe José Malunda disse ao jornal OPAÍS que a investigação ainda não determinou se o cidadão em causa é comprador ou financiador de grupos de garimpeiros artesanais para trabalharem para si, acrescentando que será presente ao Ministério Público para os devidos trâmites legais.

José Malunda explicou que só o Serviço de Migração e Estrangeiro (SME) poderá determinar, nos próximos dias, a situação migratória do cidadão para se esclarecer se estava de forma legal ou ilegal no território nacional.

161 pedras em Setembro

Em Setembro do ano passado, um outro cidadão de 39 anos, de nacionalidade gambiana foi detido em posse de 161 supostas pedras de diamantes, no município do Cuango, igualmente província da Lunda- Norte.

De acordo com o departamento de Estudos, Informação e Análise do Serviço de Investigação Criminal (SIC) nesta província, informou na altura que a detenção ocorreu no âmbito da “Operação Transparência”, em curso desde 2018, para o combate ao tráfico de diamantes e imigração ilegal.

*Com Angop

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.