Empreendedorismo cresce 42 por cento no Moxico

Empreendedorismo cresce 42 por cento no Moxico

O empreendedorismo registou um crescimento na ordem dos 42 por cento, com a criação de 163 novas empresas no sector do comércio, na província do Moxico, entre 2019 a 2020

Trata-se de 163 empresas criadas no quadro do empreendedorismo que permitiram empregar perto de duas mil pessoas, mil 638 das quais nacionais, no período entre 2019 a 2020. Das empresas, 83 actuam no ramo do comércio a retalho, 79 de prestação de serviços e uma grossista.

Ao todo o Gabinete Provincial de Desenvolvimento Económico e Integrado do Moxico controla, na sua base de dados, mais de 380 pequenas e médias empresas do ramo do comércio e prestação de serviços mercantis.

A chefe de departamento provincial do Comércio e Serviços Mercantis, Albertina Marta Soares, informou ontem, Quinta-feira, à ANGOP que 87 por cento dessas empresas, que constitui o núcleo da economia real, estão sediadas no município do Moxico (sede).

Albertina Soares justifica o crescimento do sector com o elevado interesse dos jovens no mundo do empreendedorismo, devido às facilidades criadas pelas autoridades, acelerando o crescimento do sector.

Os municípios do Luau e Bundas, com três por cento cada, e Alto Zambeze, com dois, são as regiões com maiores empresas, a seguir do Moxico, enquanto Luchazes e Luacano são as localidades com menor fluxo comercial.