Angola começa transição de mobilidade por combustíveis fósseis para electricidade

Angola começa transição de mobilidade por combustíveis fósseis para electricidade

Por via do Despacho Presidencial n.º 7/21, de 14 de Janeiro, João Lourenço atribui a uma comissão multissectorial, com mandato de 180 dias, a missão de criar condições legais, administrativas e operacionais que permitam a implementação dos sistemas de electromobilidade no país

A comissão é coordenada pelo ministro dos Transportes e integra os responsáveis dos departamentos ministeriais da Energia e Águas, Administração do Território, Ensino Superior, Ciência, tecnologia e Inovação, Cultura, Turismo e Ambiente, recursos Minerais, Petróleo e Gás e Industria e Comércio.

A mesma tem, dentre várias, a missão de apresentar a estratégia do Executivo na matéria em referência, assim como o seu enquadramento legal.

Deve também definir o modelo de serviços de negócios e de implementação, rede piloto e suas componentes industriais, forma de financiamento, soluções técnicas para a implementação de uma rede de pontos de sistemas de gestão de carregamentos de veículos eléctricos, dentre outras responsabilidades.

Um plano nacional de comunicação orientado para os diferentes intervenientes do lado da oferta e da procura em Angola e no estrangeiro e a promoção junto de potenciais investidores está também entre os deveres da comissão.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.