Carta do leitor: Escuridão na via que liga a Centralidade…

Carta do leitor: Escuridão na via que liga a Centralidade…

Caro coordenador do jornal O PAÍS, muito obrigado pela oportunidade… Aproveito o vosso espaço para dizer que não entendo a escuridão que “paira” na via que liga Viana até à Centralidade do Sequele, em Luanda, e pode estender-se até ao Cacuaco sede ou vila.

Não sei a quem pedir responsabilidade, mas acho que a administração municipal, local ou o Governo Provincial de Luanda devem dizer alguma coisa aos cidadãos. Tudo o que a escuridão provoca sabemos, por isso, não vamos inventar a roda, o mais importante é dar solução e não encontrar culpados nesta operação de iluminação pública, meus senhores. Por isso, é impoortante proteger a integridade física de todos os intervenientes neste processo, uma vez que não tem sido fácil viajar naquela via.

Ainda assim, faz-se por ser a única, muito escura, para regressar à casa depois do expediente ou passeio com a família, no final de semana ou em dias normais de trabalho. O Governo Provincial de Luanda tem a obrigação de se pronunciar, porque a responsabilidade da iluminação nas vias rodoviárias e arredores cabe àquela instituição. Por esta razão, os cidadãos estão conscientes e querem colaborar para se evitar desgraças naquela via, além de que o mais importante é proteger o bem vida.

Com isso, pretende-se dizer que mais responsabilidade os órgãos de direito devem ter com os cidadãos, porque queremos construir, conjuntamente, uma sociedade digna de se viver, havendo ou não falhas de gestão de pública. A escuridão na via que liga a Centralidade do Sequele e arredores preocupa qualquer pessoa, uma pergunta: os dirigentes não visitam os seus familiares? É muita escuridão!

POR: Labiano de Castro, Cacucaco, Luanda