Carta do leitor: Falta de “luz pública” na via da Calemba-aeroporto

Carta do leitor: Falta de “luz pública” na via da Calemba-aeroporto

Ilustre director do jornla O PAÍS,

Obrigado pela oportunidade…Sei que muitos já passaram por aqui, mas devo dizer que o vosso título, mesmo no online continua a informar Angola e o mundo… Continua a liderar, porque o vosso jornal é uma marca… Sei que neste espaço já se falou muito sobre a falta de iluminação pública na cidade de Luanda e arredores. Não se admite, pelo menos falo do meu bairro, Calemba e Cassequel, a escuridão está demais na via que liga o Aeroporto, Doméstico ou Internaciuonal.

Os moradores, um deles sou eu, que aproveita o espaço para reclamar sobre a escuridão naquela zona, aliás, os meliantes já fazem das suas. Penso que isto não está bom, porque queremos ter uma zona iluminada e, mesmo com as medidas de biossegurança impostas pela COVID-19, em nome das autoridades sanitárias, queremos viver numa rua em que não haja escuridão. O Governo Provincial de Luanda (GPL) não se pronuncia sobre o assunto faz tempo, porque a escuridão na nossa zona é demais.

Queremos que a manutenção chegue ao nosso bairro, porque a governadora de Luanda, Joana Lina, por via dos seus colaboradores, tem a obrigação de fazer mais e melhor. Não se admite que a cidade de Luanda continue parcialmente apagada e cheia de zonas cinzentas por se passar.

Por isso, espero que Sua Excia. não me interprete mal, porque servir o público é receber críticas todos os dias, ou melhor, tem visto nas redes sociais e noutras paragens que os servidores públicos, repito, são achincalhados pelos governados e esses aguentam pressão, mas devem aguentar também, porque há muita escuridão por Luanda adentro e está demais! Senhora governadora, melhore, por favor, a questão da iluminação pública na minha zona, na via da Calemba/ Cassequel, em Luanda, e arredores, porque está mesmo escuro, também não é assim!

 

Azali Afonso, Calemba, Maianga, Luanda