Carta do leitor: Problemas sociais…

Carta do leitor: Problemas sociais…

Caro coordenador do jornal O PAÍS, obrigado pela oportunidade que me dá nesta edição de Quinta-feira… Nos últimos tempos, a província de Luanda e um pouco por todo o país, Angola, o número de crimes de violação e de estupro tem aumentado. As razões são várias e isso me preocupa, porque começo por inferir que a estrutura mental de muitos cidadãos não vai bem. Nos órgãos de comunicação social, rádio, televisão e jornal, os noticiários estão mais deslocados às questões sociais, por serem muitas e preocupantes.

Penso que é chegado o momento de as autoridades, de um modo geral, criarem uma equipa multidisciplinar para se analisar o fenómeno em várias perspectivas, pois é importante saber as motivações que levam muitos cidadãos a praticarem tais abusos sexuais a menores e adultas. Não sei se há, no país, um órgão que se ocupa de fazer a estatística, mas é ponto assente que os números crescem nas barbas das instituições.

Os tribunais, por serem órgãos que se encarregam de administrar a justiça no país, podem ajudar a conferir quantos processos, por dia ou mensalmente, dão entrada na sala dos crimes comuns. Encarregados de educação, em muitos pontos da cidade de Luanda e arredores, têm, com muita razão, receios em deixar as crianças brincar por alguns minutos ou horas à porta de casa, porque o perigo está sempre próximo.

As autoridades e a sociedade têm a obrigação de trabalhar para reduzir significativamente o fenómeno violação e estupro no país e sei que com políticas bem traçadas pode-se atingir positivamente esse objectivo. Está demais, por isso é importante pôr-se ordem, uma vez que a sociedade tem regras e são para serem cumpridas, onde quer que seja. Posto isto, espero que os “prevaricadores” sejam competentemente punidos nos termos da Lei Penal vigente em Angola, porque os casos continuam a tomar conta da nossa sociedade feito “pipocas”.

POR: Kewapi dos Santos
Caop B, Viana, Luanda