Presidente iraniano saúda “fim” da era do “tirano” Trump

Presidente iraniano saúda “fim” da era do “tirano” Trump

O Presidente iraniano, Hassan Rohani, saudou ontem Quarta-feira o “fim” da era do “tirano” Donald Trump, Presidente cessante dos Estados Unidos, que cumpriu o último dia na Casa Branca. “A era de outro tirano está a chegar ao fim e hoje é o último dia do seu terrível reinado”, disse Rohani. “Ao longo dos seus quatro anos só trouxe injustiça e corrupção e só trouxe problemas ao seu próprio povo e ao resto do mundo”, disse o Presidente iraniano, num discurso televisivo. Teerão e Washington romperam as relações diplomáticas em 1980.

Em 2018, Trump retirou unilateralmente os Estados Unidos do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano alcançado em Viena em 2015, reinstalando as sanções norteamericanas que o pacto tinha levantado em troca de uma limitação drástica do controverso programa atómico da República Islâmica. O regresso das sanções mergulhou o Irão numa violenta recessão e, em resposta à saída dos Estados Unidos do acordo de Viena, Teerão libertou-se, desde 2019, da maioria dos seus principais compromissos assumidos em Viena.

Numa audiência de confirmação do Senado, Antony Blinken, que foi escolhido por Biden para ser o responsável pelos negócios estrangeiros, disse, na Terça-feira, que as políticas de Trump tinham tornado o Irão “mais perigoso”. Blinken confirmou a vontade do Presidente eleito, Joe Biden, de trazer rapidamente os Estados Unidos de volta ao âmbito do Acordo de Viena, mas condicionou este regresso do Irão ao estrito cumprimento dos seus compromissos. O democrata Joe Biden tomou posse ontem Quarta-feira como Presidente dos EUA, numa Washington deserta, por causa da pandemia, e invadida por 25 mil soldados, por causa da segurança.