Colectivo Kizomba Yetu ofereceu Workshop de danças angolanas online gratuitamente

Colectivo Kizomba Yetu ofereceu Workshop de danças angolanas online gratuitamente

O projecto “Intercâmbio Cultural Brasil & Angola” do colectivo Kizomba Yetu teve o intuito de promover e divulgar a cultura angolana no Brasil, por meio de workshops com actividades no local

 

No mundo actual, são necessárias iniciativas que tragam experiências culturais de outros países, criando oportunidades para que as pessoas tenham acesso à outras culturas, em busca de uma maior diversidade. Pensando nisso, no último Domingo, 17, o colectivo Kizomba Yetu, incentivado pela Secretaria Municipal da Cultura de São Paulo, no Brasil, realizou um workshop gratuito com danças angolanas, incluindo kizomba, semba, kuduro, danças folclóricas e afro house, com duração de uma hora.Depois disso, o evento contou com a participação de um DJ que tocou músicas tradicionais africanas por duas horas.

De acordo com a mentora e coordenadora do projecto e pesquisadora das danças africanas desde 2016, Vanessa Dias, o evento foi uma oportunidade para as pessoas conhecerem um pouco mais sobre a cultura angolana de uma forma divertida e segura, pensando no momento em que estamos a viver.

“Tivemos 26 inscrições, com alunos de São Paulo, do interior e até de Portugal. Esse projecto já foi realizado anteriormente, de forma presencial e online pela Secretaria Municipal de Cultura e agora foi realizado novamente pela SMC, pelo edital prémio Aldir Blanc do Governo Federal, em que vários colectivos foram contemplados para executarem projectos sócio culturais na cidade de São Paulo”, explica.

O evento foi realizado de forma online, seguindo todas as regras de restrições necessárias da pandemia. “Tudo foi completamente gratuito. Para os participantes que tiveram uma permanência mínima de 45 minutos na aula, disponibilizamos um certificado de participação, assinado por mim, junto com a Associação Angolana de São Paulo ‘Palanca Negra’, que será representada pelo presidente Carlos Francisco João.

Os participantes que ficaram até o final do workshop puderam participar do sorteio de duas aulas particulares, uma de kizomba e uma de afro house, além do sorteio de chaveiros”, conta Vanessa.

Continuidade

O projecto do colectivo Kizomba Yetu terá duração de seis meses, com a realização de quatro workshops e dois Caldo do Semba. A primeira edição do Caldo do Semba “Online” acontecerá no dia 14 de Fevereiro, um tradicional evento angolano que une música, dança e gastronomia. O evento contará com show ao vivo dos cantores angolanos Paulo Matomina e Jéssica Areias, e percussão de Cauê Silva. Além disso, terá apresentações de dança com o Colectivo Kizomba Yetu, brindes e sorteios de pratos típicos africanos. “Os eventos serão transmitidos através da Casa de Cultura Chico Science. As informações completas podem ser encontradas na nossa página do Facebook”, finalizou Vanessa.

Organização

O colectivo “Kizomba Yetu”, termo proveniente da língua nacional “Kimbundu” que pode ser  traduzido como “A Nossa Festa”, realiza manifestações socioculturais na capital de São Paulo. O principal objectivo é o de promover a cultura e as danças angolanas através de aulas de kizomba, semba, kuduro, entre outras.

O colectivo existe desde Agosto de 2018. É formado por brasileiros, angolanos, guineenses e franceses residentes em São Paulo, onde realizam actividades de intercâmbio cultural. Em 2019, o colectivo foi contemplado pela Secretaria Municipal de Cultura no programa VAI 1 (Valorização de Iniciativas Culturais) para a realização do projecto denominado “Intercâmbio Cultural Brasil & Angola”.

Foram realizados vários Workshops de Danças Angolanas, nas Casas de Cultura e Centros Culturais de São Paulo, com entrada gratuita. Desde a inauguração do Kizomba Yetu já foram realizados uma média de 60 eventos e neles passaram mais de dois mil alunos, actuando em diversas regiões de São Paulo, como: Sé, Brás, República, Bela Vista, Jabaquara, Freguesia do Ó, Jardim Peri Alto, Sacomã/Ipiranga e na Avenida Paulista, além de participação em outros eventos culturais.