BP do MPLA encoraja Executivo a manter combate à Covid-19

BP do MPLA encoraja Executivo a manter combate à Covid-19

O Bureau Político do MPLA encorajou, esta Sexta-feira, o Executivo angolano a prosseguir com as medidas para atenuar o impacto negativo da pandemia da Covid-19 na vida das famílias e das empresas

De acordo com o comunicado final da I reunião ordinária do corrente ano, que aprovou a agenda política do MPLA para 2021, os membros do Bureau Político congratularam-se com a promoção do debate mensal na Assembleia Nacional sobre o combate à impunidade, como factor para a boa governação.

A agenda política do MPLA para o ano 2021 será apresentada publicamente no final do mês em curso, na província do Bié.

Orientada pelo presidente do partido, João Lourenço, a reunião encorajou ainda o Executivo a prosseguir com o combate à corrupção e demais práticas nocivas, que põem em causa a estabilidade política, económica e social do país.

Os membros do BP aprovaram a candidatura de José Carvalho da Rocha ao cargo de primeiro secretário provincial do MPLA no Uíge, em conferência extraordinária a realizar-se em Fevereiro próximo.

Igualmente, encorajaram a mobilização das militantes e simpatizantes da Organização da Mulher Angolana (OMA) a participarem nas actividades alusivas ao VII congresso ordinário da OMA, a realizar-se de 25 a 27 de Março próximo, em Luanda.

No comunicado, refere-se que a reunião validou as propostas de candidaturas aos cargos de secretárias provinciais da OMA, que serão eleitas nas assembleias provinciais de balanço e renovação de mandatos, no âmbito do VII congresso ordinário da organização. Foi também aprovada a indicação de Fátima Republicano de Lima Viegas ao cargo de directora do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA.

O BP do MPLA foi ainda informado sobre a Conta Geral do Estado de 2018, reconhecendo que, desde o exercício fiscal de 2011, a sua elaboração tem sido regular e melhorada substancialmente, e apresenta maior rigor e mais transparência na gestão da coisa pública.

A reunião decorreu de forma presencial para os membros do BP presentes em Luanda e, por videoconferência, para os que estavam fora da capital do país. O Bureau Político reúne-se ordinariamente uma vez por mês e extraordinariamente sempre que necessário, sob convocação do Presidente do Partido. Às suas reuniões podem participar, como convidadas, outras entidades, sem direito a voto.

Angop