Cinco cidadãos detidos com vistos e passaportes falsos da RDC

Cinco cidadãos detidos com vistos e passaportes falsos da RDC

Dois cidadãos de nacionalidade congolesa e três de nacionalidade angolana foram detidos, na Sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Luanda “4 de Fevereiro”, por apresentarem passaportes e vistos falsos

Os cidadãos foram detidos no momento do embarque, pelo Serviço de Investigação Criminal(SIC), por volta das 19h:40m e 22horas, do dia 22 de Janeiro, no Aeroporto Internacional de Luanda, quando se processava o check-in, para o embarque de passageiros no vôo AF-929 da companhia aérea Air France e no vôo TP- 297, da companhia aérea portuguesa.

No grupo de cinco cidadãos, dentre eles dois cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) e três angolanos (uma mulher), com idades compreendidas entre os 24 e 44 anos, tem um camponês, dois estudantes, um enfermeiro e uma doméstica, e estão a ser acusados do crime de falsificação de documentos.

O SIC, através do seu Departamento de Investigação Criminal do Aeroporto Internacional de Luanda, em coordenação com outras forças e serviços de segurança interpelaram e procederam a detenção em flagrante delito, por existirem fortes indícios de que os cinco cidadãos terão apresentado vistos falsos para Berlim, República da Alemanha, República de França e dois passaportes falsos da RDC.

“Realçar que a avaliação preliminar deste caso, permitiu determinar o envolvimento destes cidadãos numa associação criminosa que, de forma concertada, e com tarefas bem definidas pelos seus mentores, têm ramificações no exterior do país e com células em Angola, dedicam-se à falsificação de documentos para instigar angolanos a emigrar do país”, disse Manuel Halawia, porta-voz geral do Serviço de Investigação Criminal.

Os detidos, diante dos factos, serão apresentados ao Ministério Público para primeiro interrogatório, enquanto diligências prosseguem para determinar e deter outros envolvidos, segundo, ainda, o SIC.