Ricardo de Abreu admite retoma de voos comunitários para angolanos no exterior

Ricardo de Abreu admite retoma de voos comunitários para angolanos no exterior

O ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, não descarta a possibilidade de retoma de voos comunitários para trazer os cidadãos nacionais que não embarcaram nos diferentes voos para o regresso ao país, por conta da nova variante da Covid-19. Ricardo de Abreu respondia ao questionamento da imprensa, à margem da assinatura do contrato para gestão para concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda que aconteceu ontem, na capital do país. O prazo para o regresso voluntário dos angolanos que estão no exterior expirou neste Domingo.

Ricardo de Abreu disse que se vai dar tratamento desta situação nos próximos dias, porque foram vários os factores que contribuíram para que os passageiros não regressassem. “Houve situações em que alguns passageiros não puderam se deslocar a Angola por razões de teste positivo ou de desistência”, explicou.

O governante disse que, ao longo da semana, se avaliará a situação, mas realçou que foi bastante satisfatório, particularmente no que diz respeito à postura dos passageiros, garantindo que há um trabalho contínuo a ser feito”. Importa referir que, por conta da nova variante do vírus Sars-Cov-2, foram suspensas as ligações aéreas, terrestre e marítima com a Austrália, Nigéria, África do Sul e Reino Unido.