Cidadãos que simulavam serviço de táxi para assaltar passageiros

Cidadãos que simulavam serviço de táxi para assaltar passageiros

O trabalho desenvolvido pelo SIC permitiu a detenção de vários cidadãos, também apresentados ontem, que simulavam o exercício da actividade de táxi e depois anunciavam o assalto. Esta situação também estava a ser interpretada como sendo um sequestro ou rapto.

Segundo Manuel Halaiwa, porta-voz geral do SIC, foram desmantelados seis grupos de marginais, em Janeiro, envolvidos neste tipo de crime. Três indivíduos alugaram uma viatura numa rent-a-car, há dois meses e simulavam o serviço de táxi para assaltarem os passageiros. Subtraem multicaixa, dinheiro, telefones e outros meios.

Duas viaturas hiace também foram apreendidas, bem como o grupo de marginais que as usava para serviço de táxi a fim de perpetrar as suas acções. Um dos membros do grupo fazia-se apresentar com uniforme de agente da Polícia nacional.

Foram, igualmente, detidos dois dos sete indivíduos que assaltaram uma residência no bairro Patriota, que viralizou nas redes sociais, bem como foram apreendidas duas armas de fogo do tipo AKM, encontradas na posse dos mesmos. No total, foram detidos 14 elementos e apreendidas oito armas de fogo. “O que tem acontecido, só para ressaltar, são roubos, só que durante um tempo as vítimas são levadas para algum ponto e depois são largadas num local ermo”, finalizou.