Espadim de D. João VI regressa ao Palácio da Ajuda

Espadim de D. João VI regressa ao Palácio da Ajuda

Fechado num cofre do Banco de Portugal e depois de um particular, o valioso espadim de aparato do rei D. João VI é a última aquisição do Estado português para o Museu do Tesouro Real, cuja inauguração se espera para breve.

Volta à origem após dois séculos de atribulada existência. Em ouro e diamantes, o espadim de aparato do Rei D. João VI (1767-1826), adquirido pelo Estado português em Dezembro passado, será uma das jóias mais impressionantes do Museu do Tesouro Real, que o Palácio Nacional da Ajuda espera inaugurar na sua ala poente ainda neste ano.

Com esta aquisição (ao Antiquário do Correio Velho, no valor de 120 mil euros), fi ca concluído o esforço de décadas para resgatar e reunir num todo o património de alto valor artístico do primeiro rei português a jurar fidelidade a um texto constitucional.