Capacidade de armazenamento de contentores do Porto de Luanda passa de 15 mil a 700 mil

Capacidade de armazenamento de contentores do Porto de Luanda passa de 15 mil a 700 mil

O plano de investimento da dubai Ports World (dP World), vencedora do Concurso Público para Concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda, contempla a criação de uma nova plataforma logística externa que permitirá ampliar o volume de tráfego para 700 mil TEU’s contra os actuais 15 mil

Os 15 mil TEU’s (Unidade Equivalente de Transporte. Um TEU equivale a um contentor de 20 pés) de capacidade máxima de armazenamento actuais do parque multiuso permite a acumulação de contentores cheios até cinco alturas, uma situação que se espera venha a mudar nos próximos anos com a entrada em cena da DP World.

Os direitos de exploração e gestão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda passou para a multinacional do Dubai na Segunda-feira, 25 e se estende até 2040 num contrato equivalente a 20 anos. O valor global da exploração até 2040 está orçado em mais de USD 1.000 milhões, sendo que a DP World, desembolsou 150 milhões no momento da assinatura do contrato.

Nos termos do contrato entre as duas partes, foi formalizada a execução de um plano de investimento num valor superior a USD 190 milhões a realizar ao longo dos 20 anos de exploração, dos quais mais de 70% serão efectuados com recurso à incorporação nacional.

O Governo angolano lançou, no passado dia 16 de Dezembro de 2019, o Concurso Público Internacional de concessão, exploração e gestão por intermédio do Ministério dos Transporte e, recentemente, aprovou o relatório final do Concurso Público Internacional submetido pela respectiva Comissão de Avaliação, que classificou a proposta apresentada pela concorrente DP World, Ltd.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.