Editorial: Um passo em frente

Editorial: Um passo em frente

O s dados existentes indicam que pelo menos um milhão de casais no país vive problemas gravíssimos de infertilidade. Alguns recorrem aos países mais desenvolvidos à procura de solução para as suas aflições, como o Brasil, África do Sul, Índia e outros, ao passo que outras famílias aguardam, pacientemente, até que uma cegonha divina lhes bata a porta e traga o tão ansiado filho.

Enquanto isso, durante largos anos, médicos e outros especialistas aguardavam de maneira impaciente que se discutisse o assunto, para que uma luz pudesse surgir no fundo do túnel e dar alguma esperança aos que tanto necessitam.

O assunto foi abordado ontem numa reunião do Conselho de Ministros, devendo seguir para a Assembleia Nacional para a consequente apreciação e aprovação por parte dos deputados. É mais um passo para a resolução dos problemas que afligem os angolanos, à semelhança de tantos outros que existem e merecem também a atenção do Titular do Poder Executivo.