Covid-19: reclusos em Menongue recebem material de biossegurança

Covid-19: reclusos em Menongue recebem material de biossegurança

Oitocentos e 81 reclusos, que se encontram a cumprir pena na cadeia de Menongue, beneficiaram, neste Sábado (dia 30), de meia tonelada de bens diversos, com destaque para material de biossegurança, numa doação da JMPLA, no âmbito da prevenção e combate à pandemia da Covid-19.

Dos bens, constam duas caixas de OMO, três caixas de sabão azul, duas caixas de lixívia e 200 mosquiteiros, sendo que no capítulo alimentar, doaram dois sacos de arroz, um de feijão, três caixas de óleo, um saco de sal, quatro sextas de água mineral e seis grades de refrigerantes.

Ao dirigir-se aos reclusos, o primeiro secretário provincial da JMPLA no Cuando Cubango, Severino Sawanda, realçou que por formas a se evitar a propagação da Covid-19, devem ser observadas rigorosamente todas as medidas de prevenção impostas pelas autoridades sanitárias, justificando assim o reforço pela entrega do material de biossegurança.

Apesar de não ter sido registado nenhum caso de Covid-19 nos serviços penitenciários do Cuando Cubango, a província conta, desde o início da pandemia, com um total de 125 casos positivos, sendo 115 recuperados, quatro óbitos e seis activos.

Por seu turno, o superintendente prisional e director-adjunto dos serviços prisionais da circunscrição, José Matumona, agradeceu ao gesto, que considerou ter chegado em tempo oportuno. Os serviços prisionais no Cuando Cubango controlam 821 reclusos, mais 308 em relação à capacidade normal de internamento, sendo 396 condenados e 425 detidos.