Bispos apelam ao diálogo e exigem responsabilização

Bispos apelam ao diálogo e exigem responsabilização

Os bispos católicos da província eclesiástica de Saurimo(Saurimo, Luena e Dundo) seguiram com consternação os acontecimentos que tiveram lugar em Cafunfu, Lunda-Norte no pretérito dia 30 de Janeiro de 2021.

Consideram que os tristes acontecimentos de Cafunfu são o espelho de uma realidade mais profunda, extensiva a todo o Leste do país e substancia- se na frustração e insatisfação crescentes de um povo que sabe viver numa terra que produz riqueza, mas que não vê os benefícios.

Aumenta o desemprego especialmente entre os jovens, não há investimentos públicos. Cafunfu vive em condições higiénicas que bradam o Céu. Não há água potável nem electricidade, a assistência hospitalar e medicamentosa é praticamente inexistente e vias de comunicação deterioradas.

Sem a resolução de alguns destes problemas, é ilusória e precária a tranquilidade.

Condenam veementemente o uso da violência venha de quem vier como forma para resolver os problemas e apelam para o bom senso e diálogo.

Sobre o acontecimento preocupa a discrepância das versões com o perigo de se escamotear a verdade dos factos.

Urge que se faça uma investigação séria para apurar a verdade e responsabilizar os culpados seja de que lado for.

Depois do 4 Abril de 2002 nenhum angolano devia morrer ou ser morto por pensar de maneira diferente.