Carta do leitor: Lixo toma conta da centralidade do Km 44

Carta do leitor: Lixo toma conta da centralidade do Km 44

Estimado coordenador do Jornal O PAÍS, aceite, por favor, os meus melhores cumprimentos!

É uma honra escrever ao vosso jornal para apresentar uma situação que me preocupa bastante.

A forma como se têm surgido amontoados de lixo na centralidade do Km 44 tem deixado os moradores insatisfeitos. Os pouquíssimos contentores presentes em alguns blocos têm-se tornado insuficientes para tomar conta da situação.

Este facto agravou-se porque, ultimamente, a centralidade tem observado o surgimento de novos moradores, sobretudo nos blocos antes fechados, o que também obrigaria o aumento de contentores e o intensificar das periodicidades da empresa que trata de recolha de lixo.

Os amontoados têm tomado conta das bermas da centralidade, retirando a boa imagem que este projecto habitacional tinha.

De modo a evitar o pior cenário, alguns responsáveis de blocos têm promovido campanhas, uma vez mês, para tratarem da questão do saneamento, mas, ainda assim, esta actividade é insuficiente.

Pede-se a quem de direito para tratar do problema do lixo que tem provocado cheiro desagradável, surgimento de moscas e outros insectos na centralidade.

Por: Nelson Buila Francisco