Mais de mil pessoas vulneráveis amparadas pelo Kwenda no Bengo

Mais de mil pessoas vulneráveis amparadas pelo Kwenda no Bengo

Mais de 1.400 pessoas vulneráveis do município dos Dembos, província do Bengo, foram registadas, no âmbito do processo de cadastramento do Programa de Fortalecimento da Protecção Social “Kwenda”, revelou ontem, Fonseca Miguel Canga

O administrador municipal dos Dembos, que falava no final da visita da ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, disse que o processo está na fase de consolidação e triagem para se apurarem as pessoas vulneráveis sem fonte de sustento.

Nesta fase, a província do Bengo prevê abranger 6.560 famílias, sendo o município dos Dembos o único contemplado no programa Kwenda.

À propósito, a ministra Faustina Alves garantiu que os beneficiários apurados nesta localidade começam a receber o apoio este ano, segundo a Angop.

Para o êxito deste programa, o Fundo de Apoio Social (FAS) vai reabilitar, no município dos Dembos, as futuras instalações do Centro de Acção Social Integrado (CASI), que vai prestar serviços de atendimento e acompanhamento das famílias e comunidades em situação de vulnerabilidade e exclusão social.

Durante a visita à província do Bengo, a governante procedeu também a entrega de cerca de 10 toneladas de bens diversos.

Destes, constam arroz, fuba de milho e de mandioca, massa alimentar, óleo vegetal, cadeiras de rodas, triciclos manuais, bicicletas, canadianas, andarilhos, rádios à energia solar, balão de fardo e sabão azul.

Em 2020, o programa Kwenda alcançou mais de 300 mil famílias que já começaram a beneficiar dos valores monetários (8.500 kwanzas mês).

O Kwenda é um projecto desenhado pelo Executivo que visa a transferência de uma renda mensal fixa, no valor de 8.500 kwanzas para as pessoas vulneráveis, estimular a produção agrícola e as trocas comerciais nas zonas rurais.

O município dos Dembos tem uma população estimada em 30.058 habitantes.