Maya Cool revisita êxitos na abertura da VIII Temporada do “Show do Mês”

Maya Cool revisita êxitos na abertura da VIII Temporada do “Show do Mês”

Ainda em formato “Live”, devido à pandemia da Covid-19, a Nova Energia, empresa produtora do “Show do Mês”, dá início às actividades em 2021 com o músico Maya Cool como cabeça de cartaz, prosseguindo a sua agenda com o “Brunch”, em Março

Os êxitos e as influências musicais de Maya Cool ao longo do seu percurso artístico são o principal condimento da abertura da VIII Temporada do Show do Mês, neste Sábado, 27, a partir das 16 horas, no canal 2 da Televisão Pública de Angola e nas plataformas digitais da produtora.

O responsável de comunicação da Nova Energia, Nelson Cantos, lembrou que era de todo interesse que o projecto reiniciasse com a presença de público, permitido no actual Decreto sobre a Situação de Calamidade, mas a sua produtora prefere manter-se no mesmo formato.

Assim, tal como fizera referência em entrevista recentemente a este jornal, numa primeira fase, não obstante ter havido a permissão para concertos com a presença do público, não podendo ultrapassar 50 por cento da capacidade da sala, o Show do Mês continuará “Live”.

“Como afirmamos, está descartada a possibilidade de aumento do número de espectáculos em cada final ou início de mês, muito menos pensar-se na eventualidade de se acrescer o valor dos ingressos. Por isso, até que a situação seja efectivamente controlada, voltaremos aos concertos presenciais”, esclareceu.

Entretanto, quanto à realização do concerto de Maya Cool, a expectativa é bastante alta, sendo que todas as condições estão a ser criadas para o êxito da apresentação do artista de cartaz, com todos os pormenores a serem criados.

Brunch Show do Mês

Por outro lado, no prosseguimento da agenda da Nova Energia, em Março, dia 7, está marcado o “Brunch Show do Mês”, um evento intimista de reencontro entre os ‘showistas’, cuja tónica é a recriação com música ambiente, estando salvaguardadas todas as medidas de biossegurança.

Repertório

O artista, com mais de 30 anos de carreira, fará uma revisita ao seu repertório, que incluem mais temas antigos aos recentes, entre eles ‘Ti Paciência’, ‘Junta Ma Nós’, ‘Maka Grande’, ‘Boca Azul’, ‘Peló Peló’, ‘Ancoró’ e muitas outras mais.

Musicalmente, terá o suporte dos instrumentistas Chico Santos (Congas), Yark (bateria), Junial (piano), Neide e Raquel (coros) e ainda a execução de violinos de integrantes da Orquestra Kamarata.

Surpresas

Os espectadores e internautas poderão aguardar por algumas surpresas, obviamente não reveladas, mas a nossa reportagem apurou que Maya Cool deverá fazer uma incursão a temas que o infl uenciaram enquanto artista, vai mostrar a sua faceta de produtor, numa canção com as suas “impressões” em que canta Fernando Santos “Ayaya”.

O artista

Lucas de Brito ou, tão simplesmente, Maya Cool deu os primeiros passos no canto como integrante de um coral da Igreja Cristo Rei, no barro Terra Nova, em Luanda. Porém, notabilizou-se como cantor infantil no programa ‘Piô Piô’, uma iniciativa da Rádio Nacional de Angola e não mais parou.

Evidenciou-se em vários festivais e concursos musicais, sendo o auge a conquista do Top dos Mais Queridos, edição 2008, com o tema ‘Ti Paciência’, uma organização de periodicidade anual também da Rádio Nacional de Angola.

É dos mais notáveis artistas nacionais com sucessos granjeados quer a nível nacional quer internacional. Ao longo da sua trajectória tem editados os álbuns “Lágrimas” (1997), “Igual a Ti” (1998), “Anjo” (2001), “Amores” (2007) e “Certeza” (2010), estando, contudo, na forja o “Invictos”.