Mais 56 casos de Covid-19 e uma morte nas últimas 24 horas

Mais 56 casos de Covid-19 e uma morte nas últimas 24 horas

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, anunciou, ontem, à imprensa, a ocorrência de 56 novas infecções de Covid-19, uma morte e 14 pessoas recuperadas. Dos infectados, constam 42 da província de Luanda, seis de Cabinda, dois de Benguela, da Huíla e do Huambo, respectivamente, um de Malanje, igual número da Lunda-Norte, contabilizando 20.640 casos positivos, com 501 óbitos e 19.221 recuperados

Franco Mufinda, que falava na habitual actualização diária do balanço sobre a situação epidemiológica no país, no CIAM, informou que foram confirmados, nas últimas 24 horas, 56 novos casos de Covid-19, dos quais 31 do sexo masculino e 25 do feminino, com idades compreendidas entre dois e 75 anos. Entre os infectados, constam 42 da província de Luanda, seis de Cabinda, dois de Benguela, da Huíla e do Huambo, respectivamente, um de Malanje, igual número da Lunda- Norte.

Mais uma pessoa perdeu a vida ontem, em consequência da Covid- 19. Trata-se de um cidadão angolano de 28 anos de idade, residente na província de Luanda. Entretanto, conseguiram recuperar 14 pessoas, com idades entre 34 e 66 anos, das quais 11 da província de Luanda, dois do Huambo e um do Moxico.

Com a alteração dos dados, o país passa a contabilizar 20.640 casos positivos, com 501 óbitos, 19.221 recuperados e 918 casos activos. Dos activos, uma está em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 11 em estado grave, 28 moderados, 26 com sintomas leves e 816 assintomáticos.

O responsável informou que 66 infectados estão internados nos diferentes centros de tratamento a nível do país e os restantes observam o isolamento domiciliar.

1.288 amostras processadas nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, foram processadas 1.288 amostras à base de biologia molecular por RT-PCR, das quais 56 positivas e 1.232 negativas, com uma taxa de positividade de 4.3 por cento. O total de amostras recebidas até agora pelo laboratório de biologia molecular por RT-PCR é de 389.723, das quais 20.640 são positivas e 369.083 negativas, com uma taxa de positividade de 5.3 por cento.

Por outro lado, o responsável contou que, nas últimas 24 horas, não houve alta de pessoas em quarentena institucional.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu, no período em referência, 24 chamadas, todas a solicitar informação sobre a Covid-19.

Sobe para 42 o número de passageiros provenientes do exterior do país que testaram positivo no Aeroporto 4 de Fevereiro

Franco Mufinda disse que, desde o dia 16 de Janeiro até ontem, foram testadas no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro 14.032 passageiros vindos do exterior. Destes, 3.790 são do sexo feminino e 10.242 do masculino.

Entretanto, contou que 42 passageiros após a testagem deram positivo à base do antigénio, sendo 16 do sexo feminino e 26 do masculino, com idades que variam entre um e 91 anos.

Disse que os positivos são provenientes da África do Sul com um caso, igual número do Congo Brazzaville, Etiópia, Estados Unidos da América e Turquia, Mali, Guiné Conacri, respectivamente, França, Brasil, São Tomé, Somália e Mauritânia com dois, Alemanha três, Moçambique e Tanzânia com quatro, Dubai cinco e Portugal nove casos.

Quanto às nacionalidades, explicou que 18 são cidadãos angolanos, quatro tanzanianos, três brasileiras, duas nigerianas e somaliana, uma francesa, sul-africana, britânica, congolesa, moçambicana, mauritaniana, israelita, costa-marfinense, santomense, maliana, indiana e etíope e guineense, respectivamente.

No entanto, realçou que dos 42 viajantes que testaram positivo ao chegar ao país e estiveram em isolamento institucional, 34 já tiveram a sua alta epidemiológica.

Por outro lado, recordou que dos passageiros provenientes do exterior do país que testaram negativo e cumprem com a quarentena domiciliar, nove casos já foram confirmados de Covid-19, com idades que variam entre sete e 65 anos.

792 pessoas testadas nos pontos de entrada e saída de Luanda

Franco Mufinda contou que ontem foram testadas 792 pessoas nos pontos de entrada e saída de Luanda, das quais 683 do sexo masculino e 109 do feminino. Destas, 28 foram reactivas, expressando uma taxa de exposição de 3.5 por cento.

Assim sendo, 27 expressaram o marcador IgG, e 1 IgM. As mesmas foram submetidas ao teste à base do antigénio e não foi encontrado nenhum caso positivo.