Editorial: Abraço ao Zango

Editorial: Abraço ao Zango

Cerca de mil cidadãos que se encontram adoentados foram “salvos” ontem, no hospital do Zango, por uma vasta equipa de profissionais de saúde que integram o Clube dos Médicos de Angola, das 09 às 13 horas. A equipa, liderada pelos jovens médicos Honolfo Simões e Joaquim Gonga, pretende unicamente prestar assistência médica e medicamentosa gratuita a todos quantos necessitam a nível do país.

Ousados, os “bons samaritanos” estabeleceram como meta a ser atingida, anualmente, 30 mil consultas e 300 cirurgias, sem qualquer custo para os pacientes. Uma meta que pode não só ser atingida como ultrapassada se mais instituições, a exemplo da ONU-SIDA e a empresa Shalina, abraçarem esta causa. A nobreza deste projecto, que uniu a Medianova (proprietária do jornal OPAÍS e da Rádio Mais), a Associação Luzolo Yetu e o Clube dos Médicos ainda na sua fase embrionária, está hoje à vista de todos.

A presença massiva de pacientes no hospital do Zango, cerca de um mês depois de mais de 500 pessoas terem beneficiado dos préstimos da mesma equipa, num evento similar realizado no hospital do Kapalanga, demonstra o contributo que essa equipa de jovens pode fazer em benefício do país, se receberem mais apoios. Todos somos chamados a contribuir.