Angola ganha primeira academia especializada no ramo imobiliário

Angola ganha primeira academia especializada no ramo imobiliário

O país vai ganhar, ainda neste mês, a primeira academia especializada no ramo imobiliário, fruto de um investimento privado de aproximadamente 15 milhões de kwanzas, promovido por jovens que, por conta da necessidade de aumentar o nível de literacia para melhorar o ambiente de negócios no sector, decidiram apostar na formação de operadores, com destaque para os informais

O anúncio para a abertura oficial da Xalima Academy, a ter lugar no próximo dia 26, foi feito durante o Fórum Imobiliário que decorreu em Luanda, na última Sexta-feira, e debateu a sustentabilidade económica do sector em Angola.

De acordo com a fundadora, que falava durante a apresentação da academia aos participantes do fórum, o principal motivo para a sua criação foi a necessidade de ajudar a organizar o mercado imobiliário, através da aposta na formação dos profissionais, e, com isso, combater a informalidade.

Por outro lado, faz parte da agenda inverter o quadro da falta de apoio que muitos operadores emergentes encontram para se firmar no mercado.

Em entrevista a OPAÍS, Tatiana Lima informou que, até agora, já foram aplicados cerca de 15 milhões de kwanzas na construção e apetrechamento da academia, localizada no Lar do Patriota, tendo garantido que a mesma vai beneficiar grandemente os profissionais e empresas que actuam no segmento imobiliário.

“O que pretendemos é, na verdade, inovar e desenvolver o sector”, disse, adiantando, também, que serão disponibilizadas informações sobre o mercado imobiliário em todo o país.

A sua entrada em funcionamento tem garantidos mais de 15 postos de emprego. Por enquanto, as formações arrancam apenas em Luanda, onde se vai focar na estabilização e captação de clientes, e, em tempo oportuno, abrir mais centros em outras províncias.

Numa primeira fase, explica Tatiana Lima, serão recebidos até cem formandos, que poderão beneficiar dos cerca de 24 cursos disponíveis (entre eles Direito, Marketing, Gestão, Técnicas de Venda e Negociação, Transacção e Tributação de Património, todos virados para o sector imobiliário), a serem ministrados por professores nacionais e estrangeiros.

Apesar das vicissitudes do mercado, garantiu que, este ano, a sua empresa começou com vários pedidos de venda e formação de consultores.

Abordando a situação do mercado imobiliário na fase em que decidiu investir, em 2018, a jovem disse que “as imobiliárias são parceiras e, neste ramo, não se podem olhar como adversárias”. Por isso, apelou mais união entre as empresas”, para que cada uma tire vantagem das parcerias.

Tatiana Lima fundou a Xalima Angola com o propósito de contribuir para a redução do índice de desemprego em Angola, inovar e ajudar a camada juvenil no acesso ao mercado de emprego. Actualmente, conta com mais de 50 funcionários a trabalhar nas diferentes áreas de prestação de serviços da empresa.

Dumilde Fuxi