Hitila Vancice e Sankofa dão voz ao “Kanto D’Ela”

Hitila Vancice e Sankofa dão voz ao “Kanto D’Ela”

O duo Hitila Vancice e Sankofa protagonizam uma sessão de spoken word, denominada “Kanto D’Ela”, a ter lugar no Centro Cultural Brasil em Angola, às 18 horas do dia 6 de Março, em Luanda.

Trata-se de um evento de voz e som. Diferente das apresentações habituais, o grupo será acompanhado por uma banda, durante todo espectáculo. Dois momentos irão definir a noite como o Muxima (coração, na língua nacional Kimbundu), cujas perfomances serão sobre textos que expressam sentimentos amorosos.

Já o segundo momento, será dedicado à debates sociais e intervenções, nesta ocasião denominada por Menha (água, também na língua nacional Kimbundu), conforme detalhou Hitila Vanice, integrante do grupo. “Pretendemos, mais uma vez, mostrar a nossa arte, alcançar novo público, diversificar a nossa forma de nos apresentar, enquanto dupla e essencialmente os nossos textos são manifestos contra opressão e outros vários pontos, como a luta por uma sociedade mais justa”, acrescentou.

A Dupla Ela existe há um ano e estreou-se pela primeira vez, em 2019, com o recital “Eu Não Sou Ela”, tendo a intenção de mostrar várias dissemelhanças das artistas e afirmar a sua luta pelos direitos das mulheres.

Nesta altura, têm 11 episódios do podcast “Lugar de Fala D’Ela”, que é um conjunto de spoken word e debates em volta dos seus textos poéticos que foram lançadas em várias plataformas gratuitas e não só.

No ano passado, a Dupla Ela foi distinguida entre os 100 jovens mais influentes na lusofonia, pela Academia Neoafricana, como resultado do seu trabalho, activismo e temáticas nas suas perfomances.

O evento conta com o apoio institucional da Embaixada do Brasil em Angola, do local do evento, da DIGI Tecnology e também conta com a parceria da Mukongo Atelier, Traços Design e Kwanza Eventos, sendo na sua essência uma produção independente das integrantes do grupo. De salientar que o Centro Cultural Brasil em Angola é uma instituição de fomento ao intercâmbio cultural entre Angola e Brasil e está localizado na baixa de Luanda.