Índia garante vacinas para Angola nos próximos dias

Índia garante vacinas para Angola nos próximos dias

A embaixadora da Índia em Angola, Pratibha Parkar, disse, ontem, acreditar que o seu país vai processar favoravelmente o pedido do Governo angolano na cedência de vacinas contra a Covid-19

A embaixadora da Índia em Angola, Pratibha Parkar, disse, ontem, acreditar que o seu país vai processar favoravelmente o pedido do Governo angolano na cedência de vacinas contra a Covid- 19.

De acordo com a diplomata, Angola solicitou uma quantidade da dose da vacina Covaxin, produzido pelo seu país, para imunizar a população local. Conforme explicou, o pedido já está a ser tratado a nível do seu governo e acredita que, no mais curto tempo, o país poderá vir a receber a quantidade de doses solicitadas.

De acordo com Pratibha Parkar, a semelhança de Angola, outros países fizeram pedidos à Índia, solicitando grandes quantidades da Covaxin, pelo que, frisou, estão a ser avaliadas as propostas para a posterior entrega.

Para Pratibha Parka, a julgar pelas excelentes relações entre Angola e a Índia, acredita que, nos próximos dias, o pedido venha a ser atendido e o Executivo angolano poderá receber as quantidades necessárias para imunizar o seu povo.

“Estamos a atender a todos os pedidos. Angola está na lista de prioridades, pois poderemos facilitar a chegada das vacinas em breve”, assegurou.

As relações entre Angola e Índia datam de 1761 (época da colonização portuguesa), altura em que algumas regiões da Índia (Goa, Damão e Diu) eram consideradas, tal como Angola, territórios portugueses.

A Índia oferece anualmente a Angola 30 bolsas de estudo para cursos de pós-graduação e 30 vagas no âmbito do programa de cooperação técnica e económica.

Até 2013, as trocas comerciais entre os dois países rondavam os 7,5 mil milhões de dólares norte-americanos (USD), cifra que nos últimos anos baixou para USD 3,5 mil milhões.